Roujin Z, de Katsuhiro Otomo

Roujin Z

O Japão é o país com a maior população de idosos do mundo, natural que existam muitas obras cinematográficas abordando esse dado. Criado sobre uma ideia de Katsuhiro Otomo (Akira), o longa metragem Roujin Z é uma ficção cientifica que mostra ao expectador as dificuldades em lidar com os idosos, e que nossos planos para ajuda-los podem não ser benefícios para ambas as partes.

DVD_ROUJINZ_2DNo início do século 21 uma das maiores preocupações do governo japonês é como cuidar de seu imenso contingente de idosos. Com a intenção de auxiliar familiares e enfermeiros, o Ministério da Previdência Social desenvolveu o Z-001, uma espécie de maca totalmente computadorizada que cuidaria das principais necessidades do paciente, seja alimentação, banhos, entretenimento ou dejetos. Mantida por um motor nuclear, ela seria uma das maiores inovações na técnologia médica mundia…isso se secretamente não estivesse sendo usada para testar o novo computador biológico dos militares. E no meio disso tudo estava o senhor Kiyuro Takazawa,  o primeiro voluntário do programa, que a contragosto de Haruko (sua enfermeira) foi entregue ao Ministério da Previdência Social que queria demonstrar ao público os benefícios de seu novo equipamento.

O que ninguém esperava é que a cama adquirisse consciência e começasse a se fundir com outras máquinas, tornando-se uma criatura robótica cada vez maior. E com a personalidade da falecida esposa do sr. Takazawa.

Roujin Z é um longa muito interessante e de uma história pouco convencional no sentido do que seria esperado em um filme sobre a melhor idade. Não é visceral como Akira, pois mesmo os pontos mais sérios aqui são tratados com boa dose de humor, amenizando muitas sequências que poderiam ser aterradoras. Esse é até um dos méritos do filme já que se abdicando da sanguinolência se torna algo que pode ser apreciado por todas as idades, o que acho muito válido devido a mensagem que Otomo quer passar.

Tecnicamente o filme é quase impecável. Apesar da excelente direção de arte de Satoshi Kon (Paprika) , é fácil notar trechos em que a animação cai de qualidade, pois alguns personagens não tem uniformidade no traço e mudam (pouco) de fisionomia de uma cena pra outra. Não é algo muito agressivo que tirou a minha imersão no filme, mas entrega que animações muito detalhadas sempre tem chance de entregar trechos mal acabados…

Roujin Z
Ano: 1991
Direção: Hiroyuki Kitakubo
Elenco: Chisa Yokoyama, Shinji Ogawa, Chie Satõ
Duração: 80 minutos
Nota: 8

Anúncios

Uma resposta para “Roujin Z, de Katsuhiro Otomo

  1. Não conhecia essa animação de Katsuhiro Otomo.
    Realmente muito interessante desse filme para com os idosos, segundo o seu texto. Me interessei em assistir ao filme, pela história pouco ortodoxa e por ser do mestre Otomo, que dificilmente erra.
    Ótimo texto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s