Westworld – Onde Ninguém tem Alma

Delos é um parque de diversões temático em que por mil dólares por dia, o visitante pode viver uma nova vida em outro período histórico. Todo o ambiente e as maquinas são programadas para fazer o hospedeiro feliz, pegar todas as garotas e vencer todas as batalhas. Mas o que fazer quando as maquinas se rebelam?

Westword – Onde Ninguém tem Alma, é um filme de 1973 que mistura terror e ficção cientifica de forma única até então. Peter Martin (Richard Benjamin) e John Blane ( James Brolin) são dois amigos que resolvem passar férias no ultra moderno Delos, parque que recria com fidelidade três épocas distintas: a Roma antiga, o Velho Oeste e a Idade Média; todos povoados por andróides perfeitos, que vão desde serviçais, a animais, guerreiros e prostitutas. Tudo isso é controlado por uma gigantesca equipe de técnicos e cientistas, que monitoram todo o parque 24 horas e mantem cada visitante dentro de sua história particular, de forma que sempre realizem seus maiores desejos. A dupla de protagonistas resolve se aventurar no Westword, que consiste numa cidade fictícia dos EUA de 1880. Ali os dois se portam como foras da lei, brigam em bares, transam com belas (e faceis) garotas, matam pessoas e vencem duelos, sempre protagonizados pelo mesmo pistoleiro (Yul Brynner), que é programado pra sempre desafiar os visitantes… e sempre perder.  Porém aos poucos fica evidente que esse paraíso está cada vez mais falho, um defeito nos robôs que os técnicos definiam antes como “aceitável” vai se tornando cada vez mais critico. Autômatos voltados para o sexo começam a negar a companhia dos hospedes, e muitos outros começam a agredir e matar toda criatura de sangue quente que avistam. E assim, o paraíso temático se torna o inferno.

Opinião SMR: escrito e dirigido por Michael Crichton (que também criou Jurassic Park), o filme Westword prefere não se apegar a uma explicação exata de como funciona a tecnologia do parque, muito menos mostrar como é o mundo exterior. Em vez disso já nos joga direto naquele universo, e junto com os personagens vamos entendendo como tudo funciona, pra depois ficar claro que as maquinas literalmente não estão mais de brincadeira! Claro que o filme torna-se datado se observarmos que mesmo com a tecnologia incrível de Delos todos usam roupas de 1970, e seus computadores e procedimentos nada tem de futuristas. Mas a direção do filme nos vai criando aos poucos um ar de tensão inacreditável, até certo ponto ia me envolvendo naquilo junto com os visitantes do parque, para depois quase sentir na pele o terror de ser perseguido por um pistoleiro robô assassino. Imperdível e surpreendente até os dias de hoje, vejam !

Curiosidades:
– Yul Brynner, baseou os movimentos do Pistoleiro em outro personagem seu do clássico Sete Homens e Um Destino, de 1960.
– Westworld foi o primeiro filme a usar na película imagens digitalizadas em computador. São nos takes que olhamos pelo ponto de vista pixelado do Pistoleiro.
– Uma sequência para o filme foi feita m 1976, chamada Futureworld. Apesar da volta de Yul Brynner ao seu papel, e de melhores efeitos visuais, a história um tanto megalo maniaca não convenceu ninguém.
– Muitos acreditam que o T800 (Exterminador do Futuro) foi inspirado no Pistoleiro de Westworld, mas  não vi James Cameron dizer isso em nenhum lugar 🙂

Anúncios

3 Respostas para “Westworld – Onde Ninguém tem Alma

  1. Caramba, já ouvi falar muito desse filme em podcasts de cinema, mas nunca tive a oportunidade de ver. Estou com uma fila de filmes pra assistir e esse com certeza entrará nela agora! Assim que assistir volto pra comentar com mais propriedade!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s