Brain Powerd



Feliz 2012 galera! Depois de longas férias estamos de volta ás atividades aqui no Super Mundo Robô, num ano que prometo muitas novidades e postagens mais frequentes aos (ainda) poucos fieis leitores do blog. E quero começar o ano falando de um anime que nos anos 90 tinha a pretensão de desbancar o famigerado Evangelion, mas entrou no esquecimento mais rápido do que merecia: Brain Powerd !

Em um futuro próximo a humanidade foi parcialmente dizimada pela queda da nave espacial Orphan, que causou inúmeras inundações pelo planeta. Várias partes desse artefato se espalharam pelo globo causando mais destruição, e logo os homens se dividiram entre os que queriam compreender essa tecnologia pra usá-la como arma, e os que queriam destruí-la. Militares e cientistas criam um exercito chamado Reclaimer, que busca recuperar todas as partes do artefato alienígena e torná-lo funcional para utilizá-lo em viagens espaciais. Só que nem todos os soldados concordam com os ideais deste exercito, já que possivelmente a reativação da Orphan pode causar uma serie de reações destruirá a Terra ! Apartir daqui começamos a acompanhar a saga do ex-reclaimer Yuu Isami e da garota chamada Hime Utsumiya, que lutam para salvar a humanidade e descobrir qual o verdadeiro propósito da Orphan em seu planeta. O curioso é que até metade do primeiro capitulo, Hime estava justamente cuidando de órfãos no próximo alvo dos reclaimers…


E agora o leitor pergunta, onde entram os Evas na história ? Quem acompanha o universo dos animes de robô, sabe que o gênero estava indo mal das pernas na década de 70, o que mudou com a estréia de Gundam em 1979. Yoshiyuki Tomino sabia que o mercado precisava de algo novo, e nos trouxe uma serie com idéias mais realistas tanto nos personagens quanto em veículos e cenários politizados. A partir dali tivemos uma geração inteira dominada pelos real robots, até que em 1995 tivemos uma nova renovação no gênero: Neon Genesis Evangelion. Tudo já tinha sido usado como plot nos animes de robô, de ficção cientifica a fantasia medieval, mas agora tínhamos uma serie que explorava também religiões antigas, filosofia, armas orgânicas… e uma gama de personagens depressivos nunca antes vista ! Com o sucesso de Evangelion, logo surgiram outros animes com plots também “psicológicos” (vide Argento Soma e Rahxephon) e o criador de Gundam não quis ficar de fora da moda e criou Brain Powerd. Só que mesmo contando com apoio do design mecânico de Mamoru Nagano (Five Star Stories) e trilha sonora de Yoko Kano (Macross Plus), a história muito cheia de clichês acabou não convencendo o público, o que até levou  o autor a admitir as falhas de sua nova criação.


Opinião do SMR!: particularmente não achei o seriado ruim, talvez o maior problema foi a expectativa gerada em torno de sua equipe de produção. Embora eu tenha adorado os mechas orgânicos (chamados de antibodies) e as belíssimas trilhas incidentais da Yoko Kano, o enredo e os personagens não foram cativantes o suficiente pra me fazer ver a série até o final. Mas tirem suas próprias conclusões pelo YouTube, e me digam se tiveram uma impressão diferente de Brain Powerd, ou se pelo menos curtiram os mesmo aspectos que eu. Adianto que as OSTs (e garage kits, por que não) são obrigatórias em qualquer coleção!


Brain Powerd saiu em 1998 e teve 26 episódios pra TV, além de mangás e light novels.
Anúncios

5 Respostas para “Brain Powerd

  1. E ae rapaz!

    Atendendo ao seu “desafio” venho aqui comentar… mas o Character Desgin é FODA! O traço dos personagens é muito lindo, sem apelações!

    agora o Mecha Design é uma porcaria! HEAUHEUAHEUAHEUAEH

    Ow, quando vc vai falar de Gasaraki???

  2. Fala aí mano!

    Caramba, esse novo layout do SMR ficou muito bom mesmo! E vi que tu colocou uns anúncios, ficou muito legal, tudo bem clean e nada muito agressivo!

    Espero voltar a acompanhar mais ativamente o blog e tentar escrever alguns posts de vez em quando também!

    Cara, só um toque, tu esqueceu a senha do Twitter do blog? Use mais ele para divulgar! É que ultimamente tenho estado meio ocupado com o blog de games e como não estou mais recebendo notificações dos posts por e-mail esqueço de tuitar XD

  3. Eu curto muito anime de Ficção cientifica. Sempre admirei esse estilo quando criança e ficava chateado quando so dava pra ler em revista.
    Curti bastante a postagem de 2012( ja que estou quase segando em 2017 ¬¬) gostaria de saber qual os estilos de anime desse estilo dos anos 80 a 2000 para eu começar a assistir, ou vale a pena ver, Tipo Laen, que vir ate o final, so pra saber ate onde vai.
    Quero ser um Roteirista de anime desse estilo, mas não sai da caverna. quero conhecer os clássicos pra entender melhor as historia.
    Quem sabe Ne? você pode ver algum jogo meu no futuro ou anime no Computador.
    Se ta lendo ate aqui, que dizer que chamei sua atenção,

    • Valeu por comentar Jay, de indicação de anime do estilo recomendo as 3 referências que postei, Rahxephon e Argento Soma, e primeiro Evangelion. Todos são obras superiores ao Brain Powerd 🙂 Mas claro, não se limite a apenas essa pegada mais psicológica, veja outros animes do robôs mais soltos (tipo Gurren Laggan, Mazinkaiser SKL) para ser influenciado positivamente na criação de seus roteiros.

      Att,

      Rodrigo Cândido
      @candido_art

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s